O significado do dinheiro

por Deborah Munhoz

Ou o quê aprendi pesquisando a riqueza

Para resolver minha questão sobre o dinheiro fiz uma pequisa sobre “o que é a riqueza”. Na época eu trabalhava na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – FIEMG e assistia sempre a tensão entre preservar o ambiente e o crescimento industrial.  Onde está escrito que temos que escolher entre fazer o bem ou ganhar dinheiro, proteger a natureza e ganhar dinheiro? me perguntava. Tudo o que encontrei durante a pesquisa me mostrou que a riqueza, ou melhor, o caminho da prosperidade está muito afastado das principais formas usadas em nossa sociedae para ganhar dinheiro. Para começar, a riqueza é um estado ético, não estético! Vou sinttetizar as aprendizagens neste artigo.

O materialismo  nos torna céticos.  Focamos  a matéria quando  estamos com o foco único nos aspectos negativos que nos apresenta a vida, quando as coisas não vão bem.

Embora a TV e a rotina das grandes cidades nos tentem convencer e seduzir com o fantástico mundo das compras para suprir o vazio existêncial, nos sentimos bem ao fazer o bem aos outros e a nós mesmos buscando o sentido da vida e não o dinheiro diretamente.

O dinheiro vem da busca de significado. Como posso beneficiar  o maior número de pessoas?  Como posso fazer isso em harmonia com a natureza?  Como posso ganhar dinheiro sem derramar lágrimas?

Que tal  deixar o dinheiro vir da nossa busca de significado em vez de vir da busca de falta de sentido. Isso é fazer dinheiro sem culpa e de forma limpa, honrosa.

O mundo não é condicionado. Nossa percepção, sim. O foco no  aspecto condicionado leva à insatisfação.

O universo é criativo e fazemos parte da criação. A natureza é originalmente próspera e abundante.

Crises econômicas vem e vão. Fazem parte do sistema imperfeito do modelo econômico vingente e de um mundo que é impermanente. As soluções prometidas pelo capitalismo e pelo socialismo já mostraram  que falharam e que não atendem ao novo século. Ambos os sistemas adormecem a consciência humana, são materialistas, agridem a natureza e matam o que há de humano  em nós. Ambos nos empbrecem  e escravizam em diferentes aspectos da vida.

O dinheiro não é a causa de nenhum problema social, político, institucional, cultural ou ambiental. É neutro, foi criado apenas como elemento de troca. A mente de quem ganha o dinheiro é que faz a diferença. Como ele foi obtido? de onde ele vem?  seu fluxo é limpo? para onde vai? que cadeia de valor alimenta? quem beneficia? gerou valor ou gerou  morte, lágrimas e miséira?

Infelizmente no mundo e, particularmente, no Brasil,   fomos condicionados  a acreditar que para ter dinheiro é preciso empobrecer outras pessoas  e, de outro lado, a acreditar que somente pessoas desonestas, corruptas  conseguem fazer riqueza.  Como podemos gerar riqueza preservando a vida em abundância no planeta e a felicidade das pessoas?

A matéria ( e, portanto, o dinheiro) é só parte de nossa experiência.

A matéria é importante mas é só a apresentação do que é sutil, do que está no plano das idéias, como diriam os gregos. A importância da matéria é secundária à do sutil. O sentido e os valores sutis são o quê importam. Quais são os seus? Quais estão por trás das suas escolhas?

A consciência de quem se propões a gerar algum valor para o mundo   faz a grande diferença.

Ter dinheiro é útil e bom, ajuda a pagar contas e dar mais  opções de escolhas de compras de objetos ou experiências que julgamos precisar. Só isso. Ninguém gosta de sentir-se endividado ou não ter necessidades básicas atendidas.

Nossos sentimentos e o nível de consciência , no entando, diante de toda experiência  ao longo de nossa jornada  é que são os aspectos mais  importantes da vida. O que você se lembrará quando estiver se despedindo desta vida? Da sua conta bancária?

O que você sente em relação ao seu trabalho, suas escolhas, suas amizades, sua família?

Que tal despertar a sua Consciência Empreendedora?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s